Gravidez ectópica

Você já deve ter sido informada pelo seu médico a respeito da gravidez ectópica, ela ocorre fora do útero e o feto geralmente não consegue sobreviver, pois não há como se desenvolver nesse tipo de gravidez. Esse é o ponto de vista dos especialistas que preferem não dar esperança para as gestantes.

Gravidez ectópica bem sucedida

Do ponto de vista crítico é importante lembrar existem casos de gravidez ectópica que foram muito bem sucedidas, por exemplo, um caso de gravidez muito raro foi registrado no Pará mais precisamente em Belém, a gravidez aconteceu normalmente e para a surpresa dos médicos na hora do parto o bebê estava no ovário da mãe, ocorreu tudo bem e esse foi apenas um dos partos ectópicos bem sucedidos.

Luta pela vida

Saiba tudo sobre a gravidez ectópica

Esse tipo de gravidez é mais conhecida como gravidez das trompas, é caracterizado como um problema raro já que só acontece em 1 em cada 100 gestantes. Ele só ocorre quando existe algum tipo de lesão nas trompas uterinas o que impede a passagem do óvulo.

É interessante destacar que esse tipo de gestação tem se tornado mais comum do que se imagina, pois o uso do DIU, pílulas do dia seguinte, cirurgias ginecológicas, infecções ginecológicas e gestação após fertilização in vitro agravam a possibilidade da aparição do problema.

gravidez ectópica

Gravidez interrompida

Geralmente na gestação ectópica a gravidez é interrompida espontaneamente, pois o feto não consegue se desenvolver fora do útero e as trompas podem até mesmo se romper causando fortes dores abdominais. Os sintomas geralmente acontecem entre a 5ª e a 10ª semana de gravidez.

Mas não podemos focar nos pontos negativos, se você suspeita ou já confirmou uma possível gestação ectópica, lembre-se do caso citado acima e de muitos outros que foram bem sucedidos.

Principais sintomas da gravidez ectópica

  • Dor em apenas um lado do abdômen.
  • Sangramento anormal.
  • Ausência da menstruação.
  • Dores no ombro.
  • Dor ao urinar ou defeca.
  • Mal estar.
  • Tontura.
  • Náuseas.
  • Diarreia.

Ao detectar quaisquer um destes sintomas a gestante deve procurar o médico responsável por seu pré-natal, o exame de BHCG é feito para diagnosticar a gravidez ectópica, além disso o ultrassom também é bem-vindo. No caso de a gestação vingar o acompanhamento deve ser frequente e o uso de medicamentos para segurar o bebê até que ele esteja formado deve acontecer com indicação médica especializada.

No caso de a gravidez ser interrompida

Após a interrupção espontânea ou forçada da gestação a paciente deverá fazer exames para saber quais são as condições das tubas, além disso é feito um diagnóstico preciso para identificar as possíveis causas do problema e trata-los para evitar que haja uma nova gestação ectópica.

Quem já sofreu com esse problema continua ovulando normalmente e pode engravidar logo em seguida, por isso é possível que seu médico lhe peça que espere um pouco para que a gestação não surja com o mesmo problema.

Gravidez nas trompas

Essa gestação foi bem sucedida, mesmo estando com o bebê fora do útero, se você está passando por essa situação não se preocupe, o nervosismo e a ansiedade podem atrapalhar o desenvolvimento da gravidez. Em casos de dúvidas envie-nos o seu comentário que estaremos respondendo o mais rápido possível.