Pílula do dia seguinte como funciona

A pílula do dia seguinte é um medicamente contraceptivo, no entanto, ao contrário do que muitas pessoas imaginam trata-se de um método contraceptivo de ‘urgência’.

Antigamente a pílula do dia seguinte tinha mais repercussão do que nos dias atuais. Hoje em dia tanto as mulheres quanto os homens estão tomando medidas preventivas contra a gravidez indesejada e por isso tem evitado o uso das pílulas, mas ainda hoje existem pessoas com dúvidas sobre esse medicamento.

Pílula do dia seguinte

Existem muitas controvérsias quando o assunto é o uso das pílulas do dia seguinte, você sabe como ela age em seu organismo? Muitas pessoas não fazem ideia do mal que esse medicamento pode trazer, abaixo você poderá conferir tudo sobre a pílula do dia seguinte.

Pílula

Função da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte tem como principal objetivo inibir a fecundação do óvulo pelo espermatozoide. A pílula constitui-se basicamente de (50 microgramas de estrogênio e 250 microgramas de progestogênio) hormônios que tem como função impedir a fecundação.

Esses componentes também estão presentes nos medicamentos anticoncepcionais, no entanto, em menor quantidade. É muito importante ressaltar que a pílula do dia seguinte não serve como medicamento anticoncepcional muito menos como forma de interromper uma gestação já diagnosticada. Sua função é apenas eliminar os espermatozoides para que eles não cheguem vivos até o óvulo.

Pílula do dia seguinte

Contra indicações da pílula do dia seguinte

A pílula é contra indicada a pessoas que sofrem de alguma doença hematológica, vascular, é hipertensa ou tem obesa mórbida, assim como também é restrito o uso no caso de pessoas sadias, ou seja, mesmo pessoas com boa saúde não podem exagerar no uso desse medicamento.

Efeito da pílula do dia seguinte

Se for utilizada da forma correta esse medicamento impede que o óvulo seja fecundado, ou seja, nem e inicia a gestação e a mulher passa a menstruar normalmente. No entanto, se ela não for utilizada de forma correta não surtirá nenhum efeito, ou seja, a pílula não servirá para impedir o prosseguimento da gestação, ainda assim os efeitos colaterais podem aparecer.

Entenda mais sobre a pílula

Uso correto da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte funciona somente se ingerida até 72 horas depois da relação sexual. É importante ressaltar que ela deve ser ingerida em duas vezes, toma-se um comprimido em até 72 horas após a relação (o quanto antes melhor) e o segundo 12 horas depois. Passados esses prazos mínimos a pílula perde por completo toda sua eficácia.

pilula do dia seguinte

  • No prazo previsto as chances de a mulher engravidar são mínimas.
  • Até 24 horas depois da relação as chances de evitar a gravidez são de 95%.
  • De 25 a 48 horas depois da relação à eficácia diminui para 85%.
  • De 49 a 72 horas depois, sua eficácia cai para menos de 50%.

Ainda assim é muito importante ressaltar que a pílula não é em nenhum momento 100% confiável, portanto a mulher deve estar muito segura de si para ingeri-la, pois caso não funcione pode causar deformidades no bebê.

Procure um especialista de confiança

A pílula pode ser adquirida em qualquer farmácia da região sem a necessidade de apresentação de receita médica, no entanto é muito importante que toda mulher que inicia sua vida sexual busque ajuda médica e conheça tudo sobre os métodos contraceptivos e a eficácia de casa um deles.

Uso da pílula do dia seguinte

Efeitos colaterais da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte pode provocar alguns efeitos colaterais como um pequeno sangramento de cor escurecida durante alguns dias, é bem provável também que ele desregule sua menstruarão, causando também fortes dores de cabeça, enjoos, vômito e dores nos seios.